SÍNDROME DO PÂNICO

 

Segundo a MTC, a síndrome do pânico é causada devido a  um esgotamento de "energia", que é a essência da energia do rim. Entre os cinco elementos, o Rim é o órgão que se relaciona com o medo e o pânico dentro dos padrões patológicos da Medicina Tradicional Chinesa.

Segundo a MTC, os cinco elementos da energia da natureza são representadas por Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água.

Elas representam tudo o que existe no universo, ou seja, a interação entre o micro e o macrocosmo. Portanto, esses cinco elementos estão intrinsecamente ligados à nossa personalidade.

Por essa ótica, a MTC considera que o ambiente, influencia diretamente em nosso estado físico e emocional, bem como nossa personalidade.

Os cinco elementos estão relacionados aos órgãos e aos temperamentos. A energia do rim (elemento água) representa os sentidos de ação e reação e se relaciona com o medo e o pânico.

Basta observar que em momentos de medo extremo, pavor, pânico, é comum notar que muitas pessoas tendem a perder o controle urinário e urinam na roupa.

As causas do esgotamento do Jing (essência vital) são o excesso de esforço físico e mental, trabalhar demais, doenças crônicas, fatores traumáticos, devido a uma atividade física muito intensa, dieta e sono desregrados e até mesmo a perda de energia em conseqüência do parto.

O homem perde essa essência vital a cada ejaculação. A mulher perde muita dessa mesma essência a cada gravidez.

Num processo crônico perde-se muito Xue que é a contra-parte etérea do nosso sangue, que é o esgotamento da energia perdida no parto conforme citado anteriormente.

Essa energia se encontra em neurotransmissores e neuropeptídios como a serotonina. Isso também pode ser ocasionado por fatores traumáticos causados por doenças graves.

O mecanismo da harmonia da energia Ch'i (energia vital) e do Xue  fortalecem o Jing e a energia do rim assim se consolida.

Daí, o esvaziamento da energia do rim é fruto do esgotamento das energias Ch'i e Xue.

Para entender melhor o que ocorre na Síndrome do Pânico, vamos visualizar a seguinte situação:

Imagine que você tem uma casa com três moradores, um chuveiro elétrico, um aparelho de ar refrigerado, uma geladeira, um aspirador de pó (que você usa somente uma vez por semana) e uma piscina na qual você liga a bomba d'água somente de 10 em 10 dias.
Até que um dia você recebe visitas de seus familiares. Chegam em sua casa 20 pessoas para passar 10 dias com você.

O chuveiro que era usado em média 3 vezes ao dia, passará a ser usado por mais de 20 vezes, a bomba da piscina terá que ser usada quase diariamente, o ar refrigerado terá que ser trocado por um maior e ficará ligado o dia todo, etc...

O resultado disso será uma sobrecarga em sua corrente elétrica e isso desarmará o disjuntor, que não estava preparado/acostumado com tamanho consumo ao mesmo tempo. E caso esse disjuntor não desarme, ocorrerá uma pane geral e sua casa pode até mesmo pegar fogo.

A Síndrome do Pânico é algo como um disjuntor que se desarmou. Como se ocorresse um "apagão" interno.

É uma estagnação do sistema que nutre os órgãos e vísceras do seu corpo, comunicando que houve uma sobrecarga e que todos resolveram parar ao mesmo tempo para justamente lhe preservar. Daí muitas vezes a sensação de incapacidade ou impotência sentida durante a crise.

Remédios antidepressivos à base de fluoxetina, para tratamento da síndrome do pânico, têm eficácia principalmente na fase aguda da doença, mas eles não promovem a sua cura, mas apenas a remissão dos sintomas.

O combate efetivo seria desligar os aparelhos que não precisam estar ligados e, no caso do corpo humano, combater os fatores de estresse e preocupação que geraram a Síndrome do Pânico.

Para isso é necessário: relaxamento, mudança de planos de vida, atividade física moderada, meditação, dieta, sonos regulares, psicoterapia. Enfim, mudanças de hábitos de vida.

A acupuntura tem o papel de restabelecer "a ordem" dentro da desordem causada pelos fatores citados.

Como já dito, na fase aguda, muitas vezes o tratamento medicamentoso pode ser insubstituível, mas não é curativo e sim paliativo.

A acupuntura além de prevenir e combater a Síndrome do Pânico, consegue alinhar as energias dos meridianos consumidos pelos agentes causadores do problema e manter o paciente sem os incômodos sintomas que tanto atrapalham a vida dos portadores desse terrível problema do mundo moderno.

Se quiser saber mais sobre Síndrome do Pânico, envie-nos um email e teremos prazer em esclarecê-lo(a).